Nós usamos cookies. Ao utilizar este site, você aceita o uso de cookies que nos ajudam a fornecer-lhe mais interessante e adaptado conteúdo.

Aceitar

Tesouros arqueológicos da Europa

Enviado em Thu, 25-February-2016

Com um passado tão lendário como o da Europa, é impossível não vivenciar um pouco de  história durante sua viagem, especialmente quando alguns pubs e igrejas parecem ser mais velhos do que alguns países. Prepare-se para alguns dos mais antigos e espetaculares sítios arqueológicos do continente.

A Grécia é normalmente o país que as pessoas lembram quando pensam em arqueologia. Prédios milenares ainda estão de pé entre edifícios modernos na Acrópole, em Atenas, onde você pode seguir os passos das pessoas que viveram por lá há milhares de anos. Enquanto estiver na cidade, não se esqueça de visitar o Museu Nacional de Arqueologia, que é por si só um pedaço da história, com mais de 100 anos. O museu abriga artefatos de muitos períodos diferentes da extensa história da Grécia, assim como objetos do Egito e do Oriente Próximo.

Falando do Oriente Próximo, o roteiro de viagem ideal para visitar a Grécia é incluir uma viagem à Turquia. Visite o sítio da antiga cidade de Troia, perto de Tevfikiye, onde ocorreu a lendária Guerra de Troia no século 13 a.C e os antigos gregos supostamente enganaram seus inimigos com o cavalo de Troia. Seja verdade que isto realmente ocorreu ou não, o sítio é uma descoberta arqueológica incrível e um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Volte para o despertar da história humana, cerca de dez mil anos a.C, e vá ao Chipre. Neste país insular está a aldeia neolítica de Khirokitia, um Patrimônio Mundial da UNESCO. Milagrosamente preservada durante 12 mil anos e reconstruída utilizando materiais de época, explore como era a vida de um ser humano em seus primórdios e aprenda sobre ferramentas primitivas e práticas de construção.

Siga adiante em algumas centenas de anos em uma viagem até Pompeia, perto de Nápoles, na Itália. A antiga cidade foi devastada em 79 d.C pela erupção do vulcão Vesúvio. A mesma erupção que matou sua população também congelou a cidade no tempo, preservando-a em uma condição incrível, sob grossas camadas de cinzas vulcânicas. Ande pelas ruas de Pompeia e aprenda sobre a vida quotidiana dos italianos de quase dois mil anos atrás.

Para uma aventura um pouco mais macabra, visite o Hypogeum, em Paola, Malta. Uma necrópole subterrânea com mais de cinco mil anos, a Hypogeum é o lar de aproximadamente sete mil restos humanos. Sua função original não é totalmente clara, mas se pensava se tratar de um santuário religioso para os seres humanos pré-históricos antes de ser um importante sítio arqueológico.

Você pode não pensar na Bulgária como um ponto de antigas ruínas romanas, mas a moderna cidade de Plovdiv tem raízes em aproximadamente 4.000 a.C, e foi o lar de muitas culturas diferentes que a invadiram, incluindo os romanos. Os vestígios da cidade romana podem ser visitados, com grandes estruturas ainda de pé, como o teatro, o estádio e o odéon bem no meio do local.